Filhos de Osama denunciam "execução arbitrária"

Filhos de Usama bin Laden romperam hoje o silêncio, denunciando "a execução arbitrária" do pai por um comando norte-americano, no passado dia 02, e acusando os Estados Unidos de violarem a lei internacional.

O jornal norte-americano The New York Times publicou hoje na sua edição "online" uma declaração atribuída aos filhos adultos de Bin Laden, mas onde só surge o nome de Omar bin Laden, na qual se insurgem contra o Presidente Barak Obama pela forma como o pai foi morto.

No documento, questiona-se porque é que o líder da Al-Qaida não foi detido e julgado num tribunal para que o mundo pudesse saber toda a verdade e em vez disso foi "assassinado", "violando a lei internacional" e "ignorando os princípios da presunção de inocência e o direito a um julgamento justo".

Fonte: Diário de Notícias

Postagens populares